Skip to content

Como funciona o cheque especial? Esclareça as suas dúvidas!

Share on twitter
Share on linkedin
Share on facebook
Share on whatsapp

Se você deseja saber como funciona o cheque especial, veio ao lugar certo. Neste post, compilamos as principais informações sobre esse assunto para que possa conhecer mais essa opção e organizar suas finanças com maior aproveitamento. Muitas pessoas utilizam esse produto bancário de maneira equivocada, o que pode impedi-las de se livrar das dívidas e, até mesmo, gerar mais delas.

Se você deseja evitar débitos, melhorar sua saúde financeira e entender, definitivamente, como funciona o cheque especial, não deixe de prosseguir com sua leitura!

O que é o cheque especial e qual a importância de entender seu funcionamento?

O cheque especial é um produto bancário disponibilizado por instituições financeiras. Ele “cobre”, temporariamente, gastos que não contam com saldo positivo na conta para quitá-los. Porém, para isso, são cobrados juros e taxas. Ainda que pareça uma opção salva-vidas, saber como funciona o cheque especial é a única forma de utilizá-lo sem cair em dívidas. Entenda.

Como funciona o cheque especial?

O cheque especial funciona de forma, muitas vezes, automática. Mesmo que cada banco atue de um jeito, não é incomum que você faça compras sem atentar-se ao saldo da conta e, ao que percebe, já está incluso nesse serviço. Então, tem que pagar as taxas e quitar o valor excedido com ajustes.

Usos

O uso do cheque especial costuma ser reservado para emergências. Afinal, suas taxas são altas e chegam a triplicar o valor inicial do débito. Em outras palavras, ele só deve ser considerado uma opção se não houver outra disponível. Empréstimos e parcelamentos de cartão de crédito, por exemplo, são escolhas que contam com menores juros em seu pagamento. Opte por eles, se possível.

Taxas

Cada banco cria regras próprias em relação às taxas e juros do cheque especial. Contudo, é preciso levar em consideração o fato de que, comumente, os valores são altos, com juros que chegam a 327% ao ano. Afinal, estamos falando de uma espécie de empréstimo pré-aprovado sem que haja análise de crédito ou garantia de retorno.

Vantagens

Nem só de malefícios vive o cheque especial. Ao estar ciente de seus usos e dos valores a serem pagos por meio dele, os clientes contam com rapidez e facilidade para efetuar compras ou pagar contas mesmo sem saldo disponível. Isso faz com que seja possível poupar tempo e simplificar a sua gestão de pagamento de contas e boletos.

Contras

Em termos práticos, uma dívida de 500 reais pode chegar a quase 2500 em um ano, segundo a Serasa. O cheque especial requer atenção, leitura atenta das condições prévias da instituição financeira e planejamento para quitar o valor utilizado assim que possível. Com isso, você evita problemas financeiros e se organiza melhor.

Quem busca saber como funciona o cheque especial precisa ter em mente a importância de um bom planejamento financeiro. Mais do que evitar taxas, ele deve se voltar para conter o uso desse sistema e, quando necessário, conseguir efetuar o pagamento rapidamente para evitar o aumento da dívida.

Se você gostou das informações deste conteúdo, não deixe de repassá-las. Elas são importantes. Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Assine nossa newsletter e receba o melhor conteúdo sobre finanças.

Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

Assine nossa newsletter e receba o melhor conteúdo sobre finanças.

Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

Assine nossa newsletter e receba o melhor conteúdo sobre finanças.

Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

Assine nossa newsletter e receba o melhor conteúdo sobre finanças.

Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.